Número total de visualizações de página

terça-feira, 19 de julho de 2011

Adicione Título

Ontem olhei para o espelho e senti-me fora de mim, como se a imagem refletida fosse eu e o corpo gigante com olhos curiosos que me olhava fosse ela! Achei-a estranha, não a achei muito bonita mas também não era feia!
Achei-a exactamente aquilo que sonhei para ela!
Mas... e agora?
Depois de realizar os sonhos o que fazemos?
Construímos sonhos novos não é?
E onde posso encontrar os sonhos novos?
Será que bastará fechar os olhos e construí-los?
Não. Acho que vou ter de compra-los!


Ah... encontrei-os aqui!
Mas são tão caros!
Vou regatear com o destino!



Não deu resultado... os sonhos hoje em dia são demasiado caros!
E parece que tudo tem um preço... e agora o que faço?
Vou juntando uns trocos para comprar quando estiverem em saldo ou espero mais uns anos na esperança que a crise se desvaneça, o fmi actue e o país dos sonhos volte a ter uns fundos para o vulgar contribuinte?
Ouvi dizer que este mesmo contribuinte continua a comprar sonhos! :O

Mas sonhos a sério?!
Não. Claro que não! Férias, colchões, lcd's, iphones, festivais, carros topo de gama... tudo sonhos de plástico, de pó e de chapa! Tudo sonhos "low cost" que empatam o dinheiro que um dia poderia chegar aos verdadeiros sonhos! Os que não são de plásticos, nem efêmeros! Os que nos fazem olhar o espelho e sentir orgulho no que construímos como se fossemos o reflexo de nós prórios a olhar-nos de fora!

Sem comentários:

Enviar um comentário